Voltar para o topo

Atletas

David Moura Pereira da Silva

David Moura Pereira da Silva

31 anos (24/08/1987)
Nascido(a) em Cuiabá/MT
Clube: Instituto Reação - RJ
Técnica preferida: Yoko-tomoe-nague
Kumikata: Canhoto
Peso: 130kg
Altura: 192cm

Filho do campeão Fenelon Oscar Müller, David Moura Pereira da Silva teve como primeiro berço o tatame. Nascido em 24 de agosto de 1987, o cuiabano iniciou os golpes de judô quando ainda tinha quatro anos. Antes mesmo de ingressar nos bancos escolares, o pequeno já se debruçava no piso acolchoado do Colégio Ibero Americano, em Cuiabá, local em que o pai ainda é professor.

Até os 17 anos, David Moura treinava judô, futebol e natação. A prática dos três esportes, segundo ele, era pela paixão. A ideia de participar de competições e até mesmo campeonatos mundiais sequer passava pela cabeça do cuiabano. Em 2004, durante um treino de judô, o jovem acabou machucando o joelho e precisou passar por procedimento cirúrgico. Devido à situação, o repouso se estendeu até o ano de 2008.

Nesta época, conta David Moura, os treinos passaram a ser mais forçados e, em 2009, ele resolveu enfrentar o processo seletivo para ingresso na Seleção Brasileira de Judô. No ano seguinte, o atleta já era um dos integrantes da equipe nacional. Após esta conquista, as medalhas e troféus vieram na sequência.

Ainda no ano de 2010, ele conquistou os títulos de campeão da Copa do Mundo de El Salvador, como também o de vice-campeão Mundial por Equipe, realizado na Turquia. Em 2011, o jovem foi bronze na Olimpíada Universitária, em Shenzhe (China). No ano seguinte, as conquistas foram ainda maiores: Terceiro colocado no Campeonato Mundial por Equipes, em Salvador (BA), bronze no Grand Slam do Rio de Janeiro e ainda vice-campeão na World Cup de Roma, Itália.

Este ano, as conquistas mais recentes do judoca foram o 3º lugar no Grand Prix de Dusseldorf, Alemanha, e o vice-campeonato no Grand Slam de Baku, que ocorreu em maio, no Azerbaijão. Judoca na categoria Pesado (+ 100 quilos), David Moura sonha em alcançar as Olimpíadas em 2016, que serão realizadas no Rio de Janeiro. Atualmente, o jovem já desponta na 6ª posição do ranking mundial.

Patrocinado atualmente pela Unimed Cuiabá, David Moura comenta que o incentivo por parte das empresas é muito importante. “Acredito que sou um atleta privilegiado”, comenta. Mas em Mato Grosso, segundo ele, o investimento em esportistas locais ainda é reduzido, e muitos acabam desistindo dos sonhos por falta de apoio financeiro. “O patrocínio aos atletas é um item essencial para a divulgação do esporte no País e no mundo. Ainda falta muito para as empresas se conscientizarem e compreenderem a importância da prática esportiva”, acrescenta o judoca.

Principais Títulos


- Ouro no Grand Prix de Cancún 2017

- Ouro no Grand Slam de Ecaterimburgo 2017

- Bronze no Grand Prix de Tbilisi 2017

- Bronze no Grand Slam de Abu Dhabi 2016

- Bronze no Grand Slam Baku 2016

- Bronze no Grand Slam de Paris 2016

- Prata no Campeonato Pan-Americano Havana 2016

- Ouro nos Jogos Pan-Americanos Toronto 2015

- Ouro no Campeonato Pan-americano de Edmonton 2015

- Prata no Grand Slam de Paris 2014 e 2015

Outros Atletas Mais Atletas




Veja Também
PATROCINADORES
Apoio
PARCEIROS DE MÍDIA
Apoio Governamental
Lei de incentivo ao esporte Ministério do esporte
Apoio
Travel Ace Assistance
Receba novidades da CBJ
Siga-nos nas redes sociais
Confederação Brasileira de Judô
Rua Capitão Salomão, 40 - Humaitá - Rio de Janeiro - RJ / Brasil / CEP: 22271-040
Tel: 55 21 2463-2692 / Fax: 55 21 2462-3274
Website por RDWEB