Voltar para o topo

Atletas

David Moura Pereira da Silva

David Moura Pereira da Silva

31 anos (24/08/1987)
Nascido(a) em Cuiabá/MT
Clube: Instituto Reação - RJ
Técnica preferida: Yoko-tomoe-nague
Kumikata: Canhoto
Peso: 130kg
Altura: 192cm

Filho do campeão Fenelon Oscar Müller, David Moura Pereira da Silva teve como primeiro berço o tatame. Nascido em 24 de agosto de 1987, o cuiabano iniciou os golpes de judô quando ainda tinha quatro anos. Antes mesmo de ingressar nos bancos escolares, o pequeno já se debruçava no piso acolchoado do Colégio Ibero Americano, em Cuiabá, local em que o pai ainda é professor.

Até os 17 anos, David Moura treinava judô, futebol e natação. A prática dos três esportes, segundo ele, era pela paixão. A ideia de participar de competições e até mesmo campeonatos mundiais sequer passava pela cabeça do cuiabano. Em 2004, durante um treino de judô, o jovem acabou machucando o joelho e precisou passar por procedimento cirúrgico. Devido à situação, o repouso se estendeu até o ano de 2008.

Nesta época, conta David Moura, os treinos passaram a ser mais forçados e, em 2009, ele resolveu enfrentar o processo seletivo para ingresso na Seleção Brasileira de Judô. No ano seguinte, o atleta já era um dos integrantes da equipe nacional. Após esta conquista, as medalhas e troféus vieram na sequência.

Ainda no ano de 2010, ele conquistou os títulos de campeão da Copa do Mundo de El Salvador, como também o de vice-campeão Mundial por Equipe, realizado na Turquia. Em 2011, o jovem foi bronze na Olimpíada Universitária, em Shenzhe (China). No ano seguinte, as conquistas foram ainda maiores: Terceiro colocado no Campeonato Mundial por Equipes, em Salvador (BA), bronze no Grand Slam do Rio de Janeiro e ainda vice-campeão na World Cup de Roma, Itália.

Este ano, as conquistas mais recentes do judoca foram o 3º lugar no Grand Prix de Dusseldorf, Alemanha, e o vice-campeonato no Grand Slam de Baku, que ocorreu em maio, no Azerbaijão. Judoca na categoria Pesado (+ 100 quilos), David Moura sonha em alcançar as Olimpíadas em 2016, que serão realizadas no Rio de Janeiro. Atualmente, o jovem já desponta na 6ª posição do ranking mundial.

Patrocinado atualmente pela Unimed Cuiabá, David Moura comenta que o incentivo por parte das empresas é muito importante. “Acredito que sou um atleta privilegiado”, comenta. Mas em Mato Grosso, segundo ele, o investimento em esportistas locais ainda é reduzido, e muitos acabam desistindo dos sonhos por falta de apoio financeiro. “O patrocínio aos atletas é um item essencial para a divulgação do esporte no País e no mundo. Ainda falta muito para as empresas se conscientizarem e compreenderem a importância da prática esportiva”, acrescenta o judoca.

Principais Títulos


- Ouro no Grand Prix de Cancún 2017

- Ouro no Grand Slam de Ecaterimburgo 2017

- Bronze no Grand Prix de Tbilisi 2017

- Bronze no Grand Slam de Abu Dhabi 2016

- Bronze no Grand Slam Baku 2016

- Bronze no Grand Slam de Paris 2016

- Prata no Campeonato Pan-Americano Havana 2016

- Ouro nos Jogos Pan-Americanos Toronto 2015

- Ouro no Campeonato Pan-americano de Edmonton 2015

- Prata no Grand Slam de Paris 2014 e 2015

Outros Atletas Mais Atletas




Veja Também
PATROCINADORES
Apoio
PARCEIROS DE MÍDIA
Apoio Governamental
Lei de incentivo ao esporte Ministério do esporte
Apoio
Travel Ace Assistance
Siga-nos nas redes sociais
Confederação Brasileira de Judô
Horário de funcionamento: Segunda à Sexta das 9h às 18h
Rua Capitão Salomão, 40 - Humaitá - Rio de Janeiro - RJ / Brasil / CEP: 22271-040
Tel: 55 21 2463-2692 / Fax: 55 21 2462-3274
Website por RDWEB