Voltar para o topo

Notícias

04/02/19 17:03

Seleção feminina de judô tem palestras com Joanna Maranhão e Marcelo Franklin

Nadadora dividiu com atletas um pouco de sua trajetória nas piscinas e as dificuldades que teve de superar para seguir no esporte. Advogado orientou judocas sobre riscos e prejuízos do doping

Na última quinta-feira, penúltimo dia de concentração em Pindamonhangaba, a seleção feminina de judô deu uma pausa nos treinos no dojô para ouvir e dialogar sobre temas cada vez mais necessários no esporte: doping e assédio. O advogado Marcelo Franklin e a nadadora Joanna Maranhão foram os convidados da CBJ para conduzir o debate e compartilharam com as atletas algumas informações, orientações e suas experiências de vida.

Franklin é especialista em direito desportivo e regras antidoping. Ele foi advogado contratado do Comitê Olímpico Brasileiro por 14 anos, participando de 2004 até 2013 de todas as arbitragens envolvendo o olimpismo brasileiro, acompanhando a delegação brasileira nos Jogos de Pequim e Londres, além de advogar para inúmeras Confederações e atletas.

Em sua abordagem com a seleção de judô, Marcelo Franklin trouxe alguns casos concretos e circunstâncias práticas para tratar da questão do doping no esporte. O advogadao defendeu a importância da informação e do conhecimento no trabalho de prevenção ao doping.

"Tentei falar o menos possível da questão legal e o máximo possível do que eu espero que elas façam para evitar um resultado por doping que possa atrapalhar a carreira delas", explica. "Foi uma iniciativa de máxima importância por parte da CBJ. Eu já defendi dezenas de atletas e tenho certeza que, boa parte deles, não teriam passado por um processo disciplinar antidopagem caso tivessem recebido educação apropriada sobre prevenção ao doping."

Joanna, por outro lado, dividiu com as judocas sua experiência nas piscinas, do início da carreira até a aposentadoria, em 2018. Dona da melhor marca feminina do Brasil em Jogos Olímpicos (5º lugar nos 400 Medley em Atenas), a nadadora relatou todas as dificuldades e desafios que precisou superar ao longo de sua trajetória, como os abusos de um treinador quando ainda era criança e suas consequências psicológicas, sobretudo em seu desempenho nas piscinas. E destacou ainda o trabalho realizado pela sua ONG, Infância Livre, no combate à pedofilia.

"Eu quis trazer a minha história enquanto atleta e linkar com a minha história de vida. Como que isso mexeu na minha trajetória. E trouxe até mesmo detalhes que eu sei que essas meninas conseguem ouvir por mais duro que sejam. Percebendo que a gente está num ano pré-olímpico eu queria muito trazer essa coisa da resiliência. A gente, que já foi atleta, sabe que, qualquer coisa que aconteça na sua vida, pode mexer na sua performance. O que eu espero é que minha palavra tenha iluminado elas para entenderem que é possível desenvolverem a melhor versão de si mesmas", disse Joanna, antes de incentivar e elogiar a iniciativa da CBJ. "Ver que a CBJ já enxerga a importância dessa abordagem explica que não é a toa que é uma das Confederações mais organizadas do país", concluiu.

Após as palestras, a seleção feminina de judô finalizou o treinamento de campo na sexta-feira, 01, e embarcará nesta quarta, 06, para a disputa do Grand Slam de Paris no próximo final de semana. Em seguida, as atletas lutarão o Aberto de Oberwart, na Áustria, e o Grand Slam de Dusseldorf, na Alemanha. A equipe será composta pelas atletas Nathália Brígida (48kg), Gabriela Chibana (48kg), Eleudis Valentim (52kg), Larissa Pimenta (52kg), Rafaela Silva (57kg), Tamires Crude (57kg), Aléxia Castilhos (63kg), Ketleyn Quadros (63kg), Maria Portela (70kg), Ellen Santana (70kg), Mayra Aguiar (78kg), Samanta Soares (78kg), Maria Suelen Altheman (+78kg) e Beatriz Souza (+78kg).






Visualizar mais fotos


Veja Também
15/02/19 12:13 Credenciamento Técnico reúne 331 filiados do Time Judô Rio 15/02/19 12:08 Federação Maranhense de Judô realiza Credenciamento Técnico Anual neste sábado, 16 15/02/19 10:33 Seleção feminina volta ao tatame neste sábado para a disputa do Aberto de Oberwart 14/02/19 17:34 Judocas iniciam série de treinos individualizados com técnicos da seleção brasileira 13/02/19 17:34 Seleção Sub-18 disputa primeiro Estágio Internacional do ano neste final de semana, na Espanha 10/02/19 11:21 Seleção encerra participação no Grand Slam de Paris com quinto lugar de Rafaela Silva e permanece na França para treinamento de campo 09/02/19 12:36 Brasil fecha primeiro dia em Paris com quinto lugar de Rafaela Silva 08/02/19 15:37 Brasileiras conhecem primeiras adversárias no Grand Slam de Paris 07/02/19 17:31 CBJ e Secretaria Nacional do Esporte discutem intercâmbio de professores de judô com o Japão 07/02/19 10:13 Seleção feminina chega à França para a disputa do Grand Slam de Paris
PATROCINADORES
PATROCINADOR OFICIAL
FORNECEDOR OFICIAL
Apoio
PARCEIROS DE MÍDIA
Apoio
Travel Ace Assistance
Siga-nos nas redes sociais
Confederação Brasileira de Judô
Horário de funcionamento: Segunda à Sexta das 9h às 18h
Rua Capitão Salomão, 40 - Humaitá - Rio de Janeiro - RJ / Brasil / CEP: 22271-040
Tel: 55 21 2463-2692 / Fax: 55 21 2462-3274
Website por RDWEB