Voltar para o topo

Notícias

24/02/19 15:22

Mayra Aguiar é campeã e Brasil fica em segundo lugar geral no Grand Slam de Dusseldorf com cinco medalhas conquistadas

Seleção volta da Alemanha com um ouro, uma prata e três bronzes

 

Se o sábado do Brasil no Grand Slam de Dusseldorf foi da jovem Ellen Santana, o domingo reservou um show de judô da experiente Mayra Aguiar. Uma semana após bater na trave com a prata em Oberwart, a meio-pesado brasileira retomou a forma de bicampeã mundial e medalhista olímpica para voltar ao lugar mais alto do pódio.

Agressiva desde o primeiro hajime, Mayra precisou de dez minutos no tatame da arena ISS Dome para vencer suas cinco lutas com quatro ippons e dois waza-ari. Nas preliminares, enfileirou Teresa Zenker (Alemanha), Patrícia Sampaio (Portugal) e conseguiu a revanche de Oberwart sobre a austríaca Bernadette Graf para chegar à semifinal.

Com força e técnia, projetou duas vezes a eslovena Klara Apotekar e chegou confiante à decisão para encarar a anfitriã Anna Maria Wagner e toda a torcida alemã. A experiência, dessa vez, pesou a favor de Mayra, que teve paciência para controlar a luta e atacar nos segundos finais para marcar o waza-ari que lhe garantiu seu primeiro ouro em 2019.

O Brasil ainda teve outras duas chances de subir ao pódio neste domingo com Maria Suelen Altheman (+78kg) e Leonardo Gonçalves (100kg) lutando pelo bronze. Suelen garantiu a quinta medalha brasileira na competição ao derrotar a bósnia Larisa Ceric.

Leo, porém, ficou com o quinto lugar na disputa pelo bronze com o austríaco Laurin Boheler. Embora a medalha tenha escapado, o meio-pesado teve boa campanha durante a competição. Venceu três lutas nas preliminares, perdeu para o japonês Kentaro Iida, nas quartas, e venceu o egípcio medalhista em Mundial, Ramadan Darwish, na repescagem.

Eduardo Bettoni (90kg), Rafael Macedo (90kg), Rafael Buzacarini (100kg), Jonas Inocêncio (+100kg), Rafael Silva (+100kg), Samanta Soares (78kg) e Beatriz Souza (+78kg) também lutaram neste domingo, mas não avançaram ao bloco final.

Com a prata de Rafaela Silva (57kg) e os bronzes de Nathália Brígida (48kg) e Ellen Santana (70kg), o Brasil ficou em segundo lugar geral no quadro de medalhas, atrás apenas do Japão. A seleção brasileira de judô retornará ao tatame do Circuito Mundial da FIJ em março para o Grand Slam de Ecaterimburgo, na Rússia. 




Veja Também
18/03/19 09:59 Confederação Brasileira de Judô celebra 50 anos de fundação 17/03/19 12:01 Maria Suelen Altheman é campeã e Brasil volta da Rússia com seis medalhas no Grand Slam de Ecaterimburgo 16/03/19 16:47 Em campanha com vitórias sobre medalhista olímpica e japonesa, Maria Portela conquista a prata do Grand Slam de Ecaterimburgo 16/03/19 16:30 Após Assembleia, CBJ promove reunião técnica com Federações 15/03/19 18:26 Assembleia Geral Ordinária aprova contas, parecer do Conselho Fiscal e relatórios da CBJ 15/03/19 11:05 Brasil teve Takabatake (60kg) e Cargnin (66kg) em sétimo no primeiro dia do Grand Slam de Ecaterimburgo 14/03/19 15:43 Brasileiros estreiam no Grand Slam da Rússia na madrugada desta quinta para sexta-feira 13/03/19 11:59 Seleção chega à Rússia para a disputa do Grand Slam de Ecaterimburgo 12/03/19 17:27 CBJ prestigia inauguração da escultura #SomosTimeBrasil na contagem regressiva para Tóquio 2020 12/03/19 09:42 500 dias para Tóquio 2020 - Novas cores de tatami e lançamento oficial do pictograma do Judô
PATROCINADORES
PATROCINADOR OFICIAL
FORNECEDOR OFICIAL
Apoio
PARCEIROS DE MÍDIA
Apoio
Travel Ace Assistance
Siga-nos nas redes sociais
Confederação Brasileira de Judô
Horário de funcionamento: Segunda à Sexta das 9h às 18h
Rua Capitão Salomão, 40 - Humaitá - Rio de Janeiro - RJ / Brasil / CEP: 22271-040
Tel: 55 21 2463-2692 / Fax: 55 21 2462-3274
Website por RDWEB